27.2.09

O Fórum Social Mundial e nosso outro mundo possível

Caio Marçal
Ex-abeuense de Sobral (CE)
Estudante do Centro Evangélico de Missões
Secretário de Mobilização da Rede Fale


A grande chamada do Fórum Social Mundial para reunir mais de cem mil pessoas de várias partes do mundo tem sido “um outro mundo é possível”. Ora, ante uma realidade tão ultrajante de sociedades tão fraturadas, corrompidas e com valores tão destrutivos, quem não deseja ardentemente uma nova ordem onde a vida seja plenamente restaurada?

Num mundo dividido (muito mal dividido, diga-se de passagem), grandes são os clamores para que se encontrem alternativas viáveis para um desenvolvimento sustentável do planeta, a eliminação de distorções sociais e promoção de direitos negados para as camadas marginalizadas pelo atual modelo vigente da economia global.

Como esperança para esses anseios, o evangelho apresenta como proposta um outro mundo possível: O Reino de Deus, que será inaugurado plenamente na volta do Cordeiro de Deus. Nesse outro mundo, as pessoas desaprenderam a guerrear, tudo será de todos, irmanados em volta de um mesmo Pai. Lá habitará a justiça e todo ódio, violência, fome, preconceito e divisão não mais existirão. A paz será plena e eternamente seremos um só Nele.

O que parece lamentável é que muitos daqueles que afirmam ser cidadãos do “outro mundo possível de Jesus” sejam tão negligentes e dóceis quanto ao modelo vigente que ofende aos céus. Assumir a cidadania divina da nova Ordem, que se inicia aqui conosco quando dizemos sim ao evangelho, não deveria nos levar a promover os valores desse Reino agora?

O mestre nos adverte que aqueles que são insensíveis ao sofrimento dos marginalizados serão apartados e impossibilitados de viver no único mundo possível que está por vir. Em suma, só será cidadão lá, que o começar sendo aqui!

No FSM 2009, realizado em Belém do Pará, um grupo de jovens cristãos de diversas igrejas evangélicas e participantes da Rede Fale e da ABU, marcaram presença promovendo debates sobre “Cristianismo e Justiça”, “Políticas Públicas de Juventude” e “Saneamento Ambiental”, além de um belo culto público de Justiça e Paz. Essa turma que deseja levar cativa toda consciência a vontade de Deus, literalmente marchou na coragem do Senhor!

Que o Senhor da História levante mais pessoas sensíveis e desejosas de sinalizar a bondade de Deus e resgatar a esperança daqueles que sonham com dias melhores!

Um comentário:

Amanda disse...

Estive no FSM aqui em Belém, e participei do acampamento Jo 3:16 no acampamento intercontinental da juventude na UFRA, e foi maravilhosa a oportunidade que tivemos lá de propagar "A" alternativa para um outro mundo, aquela que começa de dentro para fora, com a restauração de valores basicos e tao poderosos como amar ao próximo, renunciado por tantos, até mesmo pelos "cristãos". Deixamos claro que a mudança que a nós queremos ver, primeiro acontece dentro de nós e isso só é possivel com Deus! A diversidade lá era incrivel, e as alternativas para um outro mundo eram as mais variadas possiveis que iam desde as mais politicamente engajadas até as atuais versões do "faça amor não faça guerra" a favor da ecologia. Quem pôde passar pelo nosso acampamento sem duvida enxergou a nossa alternativa, e muitos abraçaram a causa se rendendo ao verdadeiro revolucionário, não só desta sociedade, mas de toda a nossa eternidade!!! Na noite em que houve a lavagem dos pés de quem passava pelo Jo 3:16, a mensagem foi clara e levou muitos ao Salvador que antes de tudo, se humilhou para que uma outra vida fosse possivel para cada um de nós, ao lado dele. Foi lindo.